Blog

Mesmo com ano atípico, 72% dos consumidores pretendem comprar na Black Friday

A famosa e mais esperada sexta-feira do ano (se assim podemos dizer) está chegando e muitas empresas já se preparam para receber o grande número de compras, sejam elas físicas ou online.

Mesmo em um ano atípico e cheio de reviravoltas, muitos consumidores devem aproveitar a Black Friday para garantir itens necessários, de desejo e até mesmo para economizar nas compras do Natal. E pensando na importância a plataforma Méliuz realizou a “Pesquisa Black Friday 2020” para compreender melhor as intenções de compras.

Conforme o estudo, dos usuários que responderam a pesquisa, 72% pretendem comprar nesta Black Friday, enquanto 26,58% ainda se decidiram e 1,19% não possui intenção de compra. Dessa pequena parcela que não irá comprar, 43% informou que o motivo é a falta de dinheiro e outra grande parte, também de 43%, disse que não acredita nas promoções.

Ainda de acordo com a pesquisa, dos usuários que informaram que irão comprar no próximo dia 27 de novembro, 58,01% pretendem comprar em lojas online, 30,91% em lojas virtuais ou físicas e apenas 11,06% em lojas físicas.

O interesse do consumidor

Muitas pessoas aproveitam a Black Friday para garantir aquele produto tão desejado ou necessário, mas que o valor é bem alto. Porém, neste ano de 2020 a intenção de compra da grande maioria dos consumidores mudou e os itens de necessidade se tornaram o alvo.

Voltando à pesquisa realizada pela Méliuz sobre o interesse do consumidor, os produtos que provavelmente serão mais consumidos neste ano são:

• 52,74% eletrodomésticos e eletroportáteis;
• 41,05% eletrônicos e informática;
• 32,36% Perfumes e cosméticos;
• 28,64% Smartphone;
• 28,12% Móveis e decoração;
• 25,33% Acessórios e Calçados;
• 24,30% Roupas;
• 13,85% Livros;
• 11,27% Alimentos e bebidas;

Muito interessante, não é? Diante de tudo isso, é possível notar que mesmo este ano sendo difícil, em meio a uma pandemia e crises financeiras, muitos consumidores continuam cogitando a data para comprar produtos que são necessários ou mais caros, resultando em um cenário positivo e “alegre” para inúmeros empreendedores.

E aí, sua loja virtual já está preparada para a Black Friday?

Fonte: Escola de E-commerce e Blog Méliuz